Monitoramento e Auditoria de Pontos Críticos

.

A GS Pest Control realiza auditorias  fotográficas e escritas para poder intensificar e tornar mais eficazes a prevenção e o controle de pragas nas unidades.

Na vistoria, podemos observar algumas não conformidades e melhorias, que estão favorecendo o surgimento de infestações por fornecerem às pragas os “4 As”: Água, Alimento, Acesso e Abrigo.

Água

A presença de água é um dos fatores essenciais para a sobrevivência das pragas. Sendo assim, a existência de água acumulada, seja nas tubulações de ar condicionado, grelhas, sobre tambores, piso irregular, equipamentos ou mesmo em calhas, é um grande atrativo para pragas.

É na água que ocorre também o desenvolvimento de larvas de alguns insetos como, por exemplo, do “mosquito da dengue”.

Por isso, é importante que não haja acúmulo de água tanto na área interna como externa.

 

Alimento

alimentoO alimento exposto, abertos, acúmulo de resíduos nos pallet´s, sobre as tubulações, teto, dentro de equipamentos, dentro das calhas elétricas, é responsável por atrair e proliferar as pragas e servir de alimento a elas. Sem comentarmos o risco de queda nos produtos acabados.

A aplicação das Boas Práticas de Fabricação, a limpeza, a aspiração, a higienização periódica e a conscientização das pessoas constituem-se em fator primordial para a eliminação do atrativo para a praga.

 

 

Abrigo

AbrigoA organização é um requisito básico para controle de pragas, devendo manter uma organização, segundo os preceitos do Housekeeping/ 5S.

Verificação do acondicionamento de materiais a fim de que não venham a servir de fonte de abrigo, devendo sempre acondicionar materiais e equipamentos com espaçamento mínimo de 45 cm (área de armazenamento) da parede, para que se possa realizar limpeza, inspeção e controle de pragas.  Promover curtos períodos de armazenamentos para não proporcionar abrigo e proliferação das pragas.

 

Acesso

acessoFrestas na passagem de tubulação de fiação e/ou eletro calhas, exaustores, janelas, portas e rede de esgoto, são importantes vias de acesso às pragas, principalmente quando através delas as pragas têm fácil acesso do meio externo para área interna da fábrica.

O telhado, janelas e portas são importante barreira que evita o acesso de pragas a todas as áreas da unidade, porém, deve ser bem fechados, sem falhas de vedação para evitar e servir de via de acesso às pragas.

Já nos locais onde existe forro, este deve ser além de bem vedado (sem frestas que deem acesso às áreas internas), devem ser limpos regularmente para evitar que sirvam de abrigo às pragas.

Conclusão:

Com a implantação da inspeção mensal realizada pela a supervisão da GS Pest Control para identificar possíveis pontos que estão servindo de fonte de proliferação, acesso, abrigo, alimento e água podemos afirmar que reduziremos o número de pragas no interior da fábrica e com isso o controle será muito mais eficiente.